Publicado em 27/10/2007 12:49

Bens da vida, males do flúor

Certo dia, depois de um belo amanhecer, abri o Diário da Manhã e fiquei surpreso.

Certo dia, depois de um belo amanhecer, abri o Diário da Manhã e fiquei surpreso. Surpreso pela inspiração registrada em dois filhos do Batista Custódio. Tudo porque achei belos os nomes de João do Sonho e Maria do Céu. Quando forem adultos, tenho certeza que se orgulharão de suas personalidades. São bens da vida.

Diferentes desses bens da vida, de pessoas inspiradas jogando amor aos filhos, há os perversos da falsa medicina. Como nos males do flúor artificial.

As pessoas engolem que o flúor é um achado científico. Ele está adicionado na maioria das pastas dentais e nos reservatórios de águas públicas. Afinal, os professores ensinam nos cursos de odontologia que o senhor flúor é excelente para os dentes, protegendo o esmalte dentário e evitando as cáries. Pura enganação. Olympio Faissol, um dos luminares da ciência, sustenta que esse flúor da indústria provoca osteoporose.

O professor norte-americano  Henry Young, que há muitos anos me autorizou a revelar suas pesquisas (estão no meu livro "O Pai do Disco Voador"), conta que o flúor adicionado nas águas potáveis não é o natural; ele vem do lixo  de fábricas de alumínio e de adubos químicos. A estadunidense Aluminum Company tinha dor de cabeça com os seus montões de detritos venenosos, em forma de fluoreto de sódio. A fábrica resolveu então transformar os tais detritos em ouro. A farsa funcionou com "estudos" de um dentista, o Dr. Dean, para demonstrar os "benefícios" do flúor artificial. Quando alguns desconfiados norte-americanos tentaram contestar o Dr. Dean, a Saúde Pública abafou o caso. Esclarecendo: a Saúde Pública era dirigida pelo advogado Oscar Ewing... que era da Aluminum. Enquanto isso, na mesma terra de Tio Sam, o padre Lyle Sheen escreveu que "o flúor  ataca o sistema nervoso, produzindo letargia mental. Tem sido usado em manicômios para acalmar os internados e em circos para abrandar os animais bravios".

Na Inglaterra, na Escócia e na Suécia houve protestos contra a insistência dos norte-americanos na implantação do flúor nas águas públicas. A Alemanha também não aceitou.

Outro perigo (alô, dentistas!) é o mercúrio do amálgama, que mata devagarzinho. O cientista Olympio Faissol ilustra pesquisa do médico sueco Karl Frykholm, afirmando que "o mercúrio vai parar no fígado, na medula óssea, no músculo cardíaco e no córtex cerebral. Contamina o corpo todo", inclusive o do dentista e da enfermeira, além de causar depressão e maior incidência de suicídios de odontologistas.

Terminando, estou com sede e preciso de obturar um dente.

Se me dão licença, vou procurar água que não tenha flúor artificial e um dentista que não me assassine com mercúrio.

Valdemes Menezes

Valdemes Menezes

Trabalhos executados na área de cultura regional. Escreveu as seguintes obras: O Pistolão, O Portão de Deus, O Grande Momento, A Recuperação do Preso e a Segurança do Povo, A invasão do Brasil. Muito Prazer Europa, O Pai do Disco Voador
Radicado em GO e nascido em MG(Ituiutaba), já passou por muitas e outras, de menino rico a jovem pobre. Formou-se com dificuldade no RJ, e, sozinho conseguiu alçar seu próprio vôo: foi redator da então poderosa Rádio Nacional; funcionário do Ministério da Fazenda na ex-capital federal; controlador de vôo da Real(adquirida pela Varig); assistente do diretor de rádio e televisão da McCann Erickson(maior empresa de publicidade do mundo) e se confessa hoje como apaixonado escritor.

COMENTÁRIOS

Comentar usando as redes sociais

Caixa de comentários TUDOIN


Resposta ao Comentário (Cancelar)

Lista de Comentários

odilon iannetta
14/04/2010 01:07

PROF.DR. DGO FMRP-USP; Diretor Clínico CLIMATÉRIUM

Trabalho com tecnologia inovadora,inócua, que analisa a qualidade óssea, colágeno ósseo, a partir de 04 anos e por toda as faixas etárias de homens e mulheres.
Sei muito bem do efeito deletério incontestável do Flúor sobre a microarquitetura óssea, causando osteoporose e elevando nos senis as fraturas. Entrei na Google, li o seu texto,parabéns! Solicito informações científicas de seu conhecimento sobre efeitos do Fluor na estrutura do colágeno ósseo.