Publicado em 02/12/2006 18:32

Caminhárias

Caminho... caminhos... descaminhos...

caminho

caminhos

descaminhos

vão as mãos desacordadas

ancoradas de agonia

orgias e flores entre os medos

o frêmito dos passos

serpentes que formam

horas nos dedos

serpentes que cortam

o dia abraçado

pela eterna e terna

textura da noite

caminho

caminhos

descaminhos

o suor em testa rasa

o suor em casa, no espinho

o veneno, o filho

o suor ardendo entranhas

sempre, os passos

suados de agonia, suados

ancorados também

nos outubros, nos outonos

que não deixam o poeta

nunca, nunca, a fuga, o sempre

caminho

caminhos

descaminhos

as palavras me arrastam

pelas lavas da existência

pelas trilhas que a morte

com vestes douradas

trilhou em alvorada, fria

a morte, a sorte, a morte

o monte dos ciprestes à frente

atesta eternidade da festa

bacante com arpas brilhantes

das frotas que trago

em peito e receio

a sorte, a morte, a sorte

caminho

caminhos

descaminhos

são as selvas, as relvas

os verdes, são desgraças

são poemas pensativos

inativos, poesias, são as traças

os silêncio, silencio

o verbo, os passos, o verbo

mais passos, a filosofia

que sofia me ensinou

com duas rosas negras

por debaixo dos cabelos

por debaixo do adeus

caminho

caminhos

descaminhos

o tiro é um susto do verso

é um grito, são trombetas

inferno que corre enlouquecido

nas veias de mim

nas veias, nas teias, nas veias

de mim

sou fogo que apaga todo em vão

desejo que excita percevejo e desejo

sou loucura encarnada nos ossos

das horas desossadas

horas amargas de oração

dobrando os joelhos da alma

que calaram minha calma

minha unção

caminho

caminhos

descaminhos

por que de nada vale o nada

do instante que a poeira alcança

a cada contradança

a cada fechadura

de rachadura discussão

minha porta é uma torta

que a amada verteu

no calor embevecido da angústia

e bebeu

no labirinto de si

perdido de mim

caminho

caminhos

descaminhos

Renan Alves Melo

Renan Alves Melo

Aluno do Curso Superior de Publicidade e Propaganda da Universidade Católica de Goiás.
Vencedor de 37 prêmios literários e artísticos na SACEM; Primeiro colocado no prêmio Kelps de poesia falada do ano de 2005; Finalista prêmio SESC de literatura 2006; Primeiro colocado no concurso asas da literatura GREMI; Terceiro colocado no Prêmio Sesi Arte e Criatividade; Segundo Colocado no Prêmio Nacional FAP/FADAP de poesia. Possui um total de 62 prêmios (entre literários e artísticos). Brevemente seu primeiro livro de poesia "Noctâmbulos" será lançado, já que o mesmo foi aprovado pela Lei Goyazes 2007.

COMENTÁRIOS

Comentar usando as redes sociais

Caixa de comentários TUDOIN


Resposta ao Comentário (Cancelar)

Lista de Comentários

francinelly
18/12/2006 22:48

........

Esta otimo.A cada texto você nos surpriende mais.Parabens.!!!!!
INES ELAINE
15/12/2006 12:18

Caminhárias

Que lindo!!!!!!!!!!A cada dia que passa fico mais orgulhosa de voce meu sobrinho (nao queria mencionar ,mas recomheço sou uma tia coruja!!!!) Mas independente de ser sua tia ou nao,reconheço em vc um talento maravilhoso!!!!!Muitos beijos!!!!Parabens!!!!!!!1
Marcio Pacheco
03/12/2006 17:07

É verdade...

concordo com o Davi Isaías em discordar de sua mãe.. Uma prova desse reconhecimento é essa coluna que vc tem aqui no Tudoin..
Davi Isaias
03/12/2006 09:31

CAMINHÁRIAS

Parabéns, Renan, você é muito bom. Não concordo com sua mãe, Inhumas reconhece em você um grande talento. Continue que seu esposa já está garantido. Grande abraço.
Wemerson Charlles Fraga
02/12/2006 18:55

...

Parabéns mais uma vez pelo seu texto brilhante. Te admiro demais.
Ana Lúcia Gomes de Melo
02/12/2006 18:49

...

Aos ler os primeros traçados de meu filho, não esperava se tornasse um grande escritor, por que é isso o que ele é pra mim. É uma pena, meu filho, que as pessoas de outros lugares te deem tanto valor e sua própria cidade não reconheça isso. Mas agora eu digo... vc já tem o seu espaço, que não é inhumas. Não haverá limites para seu talento, já descoberto em outros lugares. Parabéns pelos prêmios. De uma mãe que tem honra de ter um filho tão talentoso.