Publicado em 07/04/2006 19:34

Câmera digital (Parte 2)

Veja a segunda parte da nossa mini-série sobre como adquirir uma boa câmera digital! Clique aqui e saiba mais!

Como comprar uma câmera digital (Parte 2)

Olá, pessoal! Como prometido na coluna anterior sobre como comprar uma câmera digital, daremos continuidade nos itens a serem observados para se fazer uma boa escolha.

Vimos que uma câmera de 2 megapixels está ficando cada vez mais ausente do mercado. Isto por que são câmeras de baixa resolução (qualidade no detalhamento das imagens) e possuem limitação de recursos.

Vimos também que o ideal seria uma câmera que variasse de 3 a 8 megapixels, que o tempo de resposta entre uma foto e outra (shutter lag) fosse o menor possível e que tivesse zoom ótico com uma maior variedade de níveis de ampliação.

Baterias

Mas o que ainda não vimos foi a relação quanto ao uso das baterias. Procure por câmeras que utilizem tanto baterias (pilhas) recarregáveis e um carregador, quanto as baterias descartáveis.

A grande vantagem de se usar baterias recarregáveis é que elas podem ser reutilizadas várias vezes sem limitação de uso. Além disso, os modelos mais novos de baterias recarregáveis não possuem o efeito memória, ou sejam, não viciam. Isto significa que enquanto estiverem recarregando, toda a sua carga é aproveitada quando forem utilizadas novamente para tirar novas fotos. O efeito memória sempre foi um vilão para os amantes dos eletrônicos modernos, principalmente para os usuários dos primeiros celulares que surgiram no mercado.

Normalmente as câmeras digitais utilizam somente um par de baterias. Pra quem detesta imprevistos, eu recomendo estar sempre municiado de um par extra de baterias recarregáveis. Assim, quando o primeiro par se esgotar, coloque-o no carregador e utilize o segundo e vice-versa.

Para aqueles que preferem segurar o dinheiro, o mínimo a ser feito é ter pelo menos um par de baterias recarregáveis e outro de baterias descartáveis. Mas atenção! Ao utilizar baterias descartáveis, dêem preferência para as alcalinas, pois possuem melhor qualidade e maior duração. Mas nada comparado ao tempo de duração das baterias recarregáveis.

Ao adquirir baterias recarregáveis procurem as de mesma marca da câmera. O mesmo vale pro carregador. Tanto as baterias quanto o carregador foram projetados e testados para serem utilizados com a câmera quando todo o conjunto for da mesma marca.

Se utilizar equipamentos juntos e de marcas diferentes (câmera, baterias recarregáveis e carregador), você corre o risco de perder a garantia em caso de dano a sua câmera. A única exceção é com as pilhas descartáveis, pois não são recarregáveis e não dão garantia de uso. Mas nada impede que você as use.

Tela LCD

Este é um dos se não for o recurso mais importante da câmera digital. A tela LCD é uma pequena tela de cristal líquido que dependendo da marca e modelo pode variar de 1 polegada até 2,5 polegadas. A vantagem deste recurso é que você pode ver a foto que acabou de tirar e decidir se você a deixa gravada na memória da câmera ou apaga para tirar uma nova. Ainda existem alguns modelos sem esse recurso. Minha sugestão? Fuja delas, é claro! É através da telinha que você pode ter idéia de como sua foto saíra, além de ver o nível do zoom que está aplicando e ajustar a sua câmera de acordo com a luminosidade do ambiente.

Conectividade

Como toda boa câmera digital, de que adianta tela se não consegue transferir as fotos para o seu computador? A maior sensação do mundo da fotografia digital é tirar as fotos para em seguida transferí-las para o micro e enviá-las para os amigos ou publicá-las no seu site.

Para os repórteres fotográficos, essa foi a maior facilidade do mundo digital. Principalmente nos grandes eventos como a Copa do Mundo. O repórter acaba de tirar a foto, conecta a câmera em seu notebook, seleciona a melhor foto, acessa a Internet e publica no site da empresa em que trabalha. Em poucos minutos, milhões de pessoas no mundo já podem acessar o mesmo site, ver o trabalho do repórter e se manter informado. Não é incrível?

Mas como transferir as fotos para o micro? Simples, a maioria das câmeras vêm com o cabo próprio pra isso. É o cabo USB. Conecte uma das pontas do cabo na câmera e a outra no computador. Seu micro deve dispor de uma porta USB para conectar sua câmera e fazer a transferência das fotos. De preferência, utilize porta USB 2.0. São mais rápidas que a 1.0 e transferem as fotos em menor tempo. A maioria das câmeras são compatíveis com portas USB 2.0 mas funcionam bem quando conectadas em portas 1.0.

As primeiras câmeras digitais utilizavam cabos com conectores seriais. São cabos parecidos com conectores grandes e de 9 pinos. Cabos USB possuem conectores pequenos, retangulares, achatados e sem pinos. Caso alguém ofereça uma câmera com conector serial, abra o olho! É bem provável que estejam querendo te vender uma câmera antiga.

Bom, por enquanto vamos finalizar por aqui! Esperem na próxima coluna onde veremos sobre os tipos de memórias existentes para câmeras digitais, algumas marcas e valores aproximados. Um abraço!

Jerônimo Martins

Jerônimo Martins

MBA Gestão de Tecnologia da Informação - Fac. ALFA; Especialista em Redes de Computadores - PUC Goiás; Graduado em Ciência da Computação - Fac. Objetivo.
Administrador de Infra-estrutura de TI do SESC Goiás.

COMENTÁRIOS

Comentar usando as redes sociais

Caixa de comentários TUDOIN


Resposta ao Comentário (Cancelar)

Lista de Comentários

viviane
10/07/2007 11:22

Plasmas xLCd

Bom dia,atualmente trabalho na Panasonic do Brasil e me interessei bastante por seus artigos os quais me tiraram muitas dúvidas.gostaria de receber matérias e trocarmos idéias.Atualmente efetuo muitos treinamentos e sempre estar por dentro das novidades e dicas é maravilhoso. Obrigada Viviane