Publicado em 13/07/2006 12:06

Feliz é a nação...

Não me surpreendi com o fracasso da Seleção Brasileira de futebol na Copa do Mundo 2006!

COLUNA DE ESPORTE - www.tudoin.com.br

Saudações desportivas!

Já havia decidido não escrever sobre a raquítica participação da Seleção Brasileira de futebol na Copa do Mundo 2006, mas resolvi redigir algo pois trata-se de um assunto que mexe muito com o povo brasileiro.

Primeiramente, tenho tranqüilidade em afirmar que não me surpreendi com o resultado desastroso, uma vez que já havia dito que a Seleção não iria longe na competição e assim pensava por não acreditar na preparação realizada, ao meu ver, com mais ênfase política do que treinamento de verdade. Veja-se, por exemplo, o amistoso de preparação realizado na gélida Rússia, com a temperatura absurdamente baixa e contra uma equipe inexpressiva, mas há de se ressaltar que a equipe sediante pagou uma fortuna à C.B.F. para a realização do amistoso e como Comissão Técnica e jogadores se sujeitam a tanto, o que esperar de uma "equipe" assim!? Aliás, deveria chamá-los de "euquipe", uma vez que temos os melhores jogadores do mundo mas não temos uma equipe de verdade, pois se tem prevalecido o "eu" e não o interesse de um todo!!!

Falando francamente, não quero simplesmente atirar pedras na Seleção Brasileira por causa do fracasso nesta Copa do Mundo, mas quero ter uma visão crítica sobre o ocorrido. Também sei que não é possível esgotar o assunto em um simples artigo, mas vale emitir opinião a respeito. Eu, que sou treinador e professor de Educação Física, destaco, por exemplo, a má postura do lateral Roberto Carlos no jogo do Brasil contra o Japão, quando estava no banco e em um determinado momento as câmeras o flagraram deitado com a maior expressão de "tô nem aí!" e mostraram ao mundo todo! Eu jamais admitiria uma postura como essa, mesmo porque, o substituto em um jogo mostrou mais serviço que o titular em todos os outros jogos, além disso, trata-se de se comportar com dignidade, mediante o que se está representando em uma competição como essa! Mas isso é apenas um dos aspectos que revela que o grupo estava um tanto quanto "solto"!

Nas entrevistas e reportagens, sempre a mesma notícia: "a Seleção Brasileira" não treinou, fez apenas um trabalho recreativo!"Malabarismo não ganha jogo! Resultado: entre tantas falhas de uma Seleção que em nenhum jogo havia convencido, a falha maior no gol da França reflete um despreparo em determinar as ações de um grupo e digo isso porque o técnico Parreira disse que a falha foi do Roberto Carlos que por sua vez disse que fez o que tinha de ser feito naquele momento: " não deveria entrar na área!" Ou seja, alguém está mentindo!!! E por falar em mentira,sei que muitos não vão gostar mas digo algo para reflexão: por exemplo ( apenas um exemplo para ilustrar o que tento dizer ), como técnico e atletas de uma Seleção de futebol fazem propaganda de bebida alcoólica e depois vão apresentar uma imagem de saúde e bem estar, ou seja, é incoerente e anti-ético e creio que as ações deveriam ser mais condizentes com o discurso! Não adianta um discurso com com ações diferentes acontecendo!!!

Mas não é apenas isso, todos perceberam que jogadores que não correspondiam em um jogo permaneciam no jogo seguinte, o que não é admissível e tão pouco compreensível!!!

Outro aspecto que quero abordar é o que ouço muito sobre o valor da vitória do futebol brasileiro para a elevação da auto-estima do povo brasileiro e sobre isso digo o seguinte: vamos nos apegar também a outros valores! Somos um povo lindo, cheio de diversidades, somos guerreiros, valorosos, trabalhadores! Além disso, moramos em país lindo e com muitos valores na cultura, ciência, esportes, enfim, Deus nos abençoa poderosamente, apesar de tantas dores e dificuldades existentes em nosso país! Podemos ainda, nos inclinar a voz de Deus para a elevação da nossa auto-estima, pois Ele nos atribui valor imensurável e podemos também nos inclinar à Palavra de Deus, não apenas em discurso mas em ações e então, entenderemos a Palavra que nos mostra que somos a excelência da criação de Deus e entenderemos também que "Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor!"

Neilon Carlos Santos

Neilon Carlos Santos

Graduação em Educação Física pela Universidade Federal de Goiás; Pós-graduação em Treinamento Desportivo - Universidade Salgado de Oliveira- Universo ( Rio de Janeiro - RJ )
Neilon é técnico da seleção goiana de voleibol.

COMENTÁRIOS

Comentar usando as redes sociais

Caixa de comentários TUDOIN


Resposta ao Comentário (Cancelar)

Lista de Comentários

jackeline de sousa carrijo
14/09/2010 06:49

bom de mais

professor neilon sou sua fa de carteirinha....gostei de mais do artigo
VALDENI J QUEIROZ
03/02/2008 14:52

ESSE MENINO TEM FUTURO

O NOME DELE E MARILDO NETO E ACABOU DE CHEGAR DE UM CAMPEONATO DE SP DE FUTEBOL PODEM APOSTAR E NOSSO PROXIMO NOME DE INHUMAS QUEM SABE UM FUTURO ZAGUEIRO DA SELECAO FIQUEM DE OLHO ESTE MENINO TEM FUTURO
camilla
16/07/2007 21:08

ola ,ola!!!

oi , aqui e a camila , filha do raul leao , lembra seu amigo do futebol , eu fui naquele jogo que vc me pediu , mais vc nao tava la . o time ganhou . bjs ate .
Peandra Paula
05/02/2007 15:11

É isso aí!!!

Olho só quem eu tenho a honra de encontrar por aqui! Uma pessoa maravilhosa,meu ex professor de vôlei que me ensinou a jogar com sabedoria,inteligência e dedicação.Tenho certeza que levarei isso pro resto da minha vida,o que aprendi com você foi sensacional... E o artigo está ótimo!!! Tudo de bom... Felicidades sempre...
pedro paulo menezes
03/01/2007 08:21

pessimo

sera que voces nao tem outra coisa para colocar a nao ser esse cara e volei vamos falar de futebol como por exemplo 28° maratona de futsal pp futebol e cultura
Edson Arantes
05/09/2006 12:21

Ruim

aqui so quero futebol então vamos deixar o voleibol de lado e todas atençoes para volta da pantera
Calixto
08/08/2006 09:50

.

Fala Neilon,tudo bem? Se for olhar num campo crítico a realidade é realmente essa.Agora nos faz pensar o que podemos fazer,como professores(as) de Educação Física,a redimensionar tal situação. Abração
Paulo César Ferreira Filho
16/07/2006 21:02

Bom artigo...

Neilon, você não deve me conhecer, mas eu conheço sua filha ( a Marcela) jogo vôlei com ela na rua perto da sua casa, e vc conhece minha mãe (Mara), você ja jogou vôlei com ela aí em Inhumas, onde o técnico era o Carlos Valentim. Admiro seu trabalho. valeu...
Thamima
15/07/2006 18:43

...

Tio, a culpa não foi de Roberto Carlos!!! hehehe Desculpa, mas é o que eu acho! hehehe Brincadeirinha! Te Amo e estou orgulhosa de você!