Publicado em 30/05/2006 09:59

Governo Chileno em crise

Estudantes Chilenos fazem hoje um grande protesto, motivados pela atual situação do ensino público de educação

Hoje, terça-feira o Chile viverá um grande protesto estudantil o maior dos últimos 34 anos. Motivados pela atual situação do sistema público de educação os colegiais pedem uma profunda reforma neste sistema. Um conflito social que tem manchado os primeiros meses do governo de Michelle Bachelet.

Neste dia, as aulas foram canceladas e haverá manifestações nas ruas e este protesto foic confirmado ontem por líderes estudantis que tentaram dialogar com o Ministério da Educação, que deram por fracassado.  Este dialogo foi interrompido pelos estudantes que disseram e acusaram as autoridades de falta de organização e garantias. É uma falta de respeito. Nós dissemos a eles: organizem-se e depois conversamos, disse o porta-voz dos estudantes, César Valenzuela, reprovando as autoridades da educação. Esta reunião foi uma proposta da presidente Michelle Bachelet para evitar que nestes primeiros meses de seu mandato acontecesse a maior paralisação estudantil de seu país.

Michelle Bachelet, assumiu no dia 11 de março do corrente ano e é militante do Partido Socialista.

Enquanto isso, aqui no Brasil, uma nova proposta da reforma é colocada a discussão, uma reforma que não irá beneficiar nós estudantes de universidades públicas. E nem das particulares, onde há brechas para que empresas multinacionais aqui se instalem e não dê um curso de qualidade para os brasileiros.

Joaquim Xavier

Joaquim Xavier

Estudante do curso de Letras na UEG Inhumas.
Presidente do Centro Acadêmico Bernardo Élis UEG Inhumas Militante da Juventude do PSOL Go e da frente de esquerda da UNE Coletivo de Comunicação e Educação do Movimento Terra Trabalho e Liberdade(MTL) e gerente da fabrica Doces Taí.

COMENTÁRIOS

Comentar usando as redes sociais

Caixa de comentários TUDOIN


Resposta ao Comentário (Cancelar)