Publicado em 13/03/2009 10:18

Implantes Dentarios

Implantes Dentarios - Um avanço da odontologia ao alcance de todos!

O início da Implantodontia foi baseado no empirismo, quando tentativas de reposição de estruturas bucais perdidas eram realizadas sem o devido embasamento científico, com alto custo de mutilações e falhas freqüentes. No Brasil, esta realidade era acentuada pela marginalização da Implantodontia por parte das universidades, dificultando a sua evolução. Esse panorama começou a mudar em nível mundial, a partir da década de 80, quando os resultados clínicos e científicos alcançados pelo grupo do professor Brånemark foram divulgados. Contudo, somente no início da década de 90, a denominada técnica de osseointegração foi aceita definitivamente pela comunidade odontológica nacional. A Implantodontia tornou-se, então, uma especialidade reconhecida pelo Conselho Federal de Odontologia; faculdades começaram a implantá-la como disciplina ou a incluir o assunto em programas já existentes. E pesquisadores foram atraídos pelo vasto conhecimento ainda a ser desenvolvido.
  
Rapidamente o Brasil alcançou o padrão dos grandes centros internacionais, tendo pesquisas científicas, bem como casos clínicos, publicados nos principais periódicos e apresentados nos grandes congressos. E não obstante, empresas nacionais se formaram e desenvolveram produtos que, atendendo as exigências do mercado, aliavam boa qualidade a preços acessíveis, tornando-se capacitadas a concorrer em igualdade de condições com as empresas internacionais mais tradicionais.

O tratamento de pacientes edêntulos(desdentados) por meio da terapia com implantes dentais fabricados em liga de titânio revolucionou e expandiu os horizontes da Odontologia. A utilização de implantes odontológicos como pilares protéticos se revelou uma modalidade de tratamento previsível e com alto índice de sucesso, tanto para a reabilitação de pacientes totalmente edêntulos quanto para aqueles parcialmente edêntulos. A ampliação da indicação do uso de implantes não trouxe apenas soluções, gerou também novos desafios.

O que e Implante Dental?

O implante constitui basicamente na introdução cirúrgica de um parafuso de titânio no osso alveolar (maxila ou mandíbula). Este parafuso substitui a raiz do dente, por isso chamado de “raiz artificial”. E nele que se fixa a prótese dentaria.

O implante proporciona conforto e eficiência na mastigação e na fala, de forma bastante similar aos dentes naturais, alem de devolver beleza ao sorriso e qualidade a saúde bucal.

Foto ilustrativa de caso clinico Figura demonstrativa de instalação de implante, comparado a uma raiz dentária normal
Foto ilustrativa de caso clinico Figura demonstrativa de instalação de implante, comparado a uma raiz dentária normal


Duvidas Freqüentes

E um tratamento doloroso?

Em todo processo a nossa preocupação e com bem estar do paciente.

Apesar dos medos geralmente associados à imagem do dentista, a verdade e que a odontologia moderna dispõe de meios muito avançados para fornecer ao paciente um tratamento de primeira qualidade e sem dor, tanto na colocação dos implantes como nos dias seguintes ao procedimento.

Por isso, e um protocolo em nossa clinica entrar com uma sedação consciente, bem como fármacos modernos de alta potencia no pré-operatório, trans e pós-operatório. Proporcionando assim um maior conforto ao paciente.

Quais são os resultados?

Os resultados de implantes são estáveis, mais de 96% dos casos são concluídos com sucesso. Uma boa higiene bucal e consultas de manutenção são essenciais para o bom o funcionamento e durabilidade da prótese.

Quanto tempo dura o tratamento?

O tempo de duração do tratamento depende do caso de cada paciente. Poderá variar de 3 a 7 meses, visto a confecção da prótese, em casos mais simples.

Primeira opção de reabilitação oral para ausência de três elementos(dentes), através de instalação de três implantes Segunda opção de reabilitação oral para ausência de três elementos(dentes), através de instalação de dois implantes- Prótese fixa sobre implantes
Primeira opção de reabilitação oral para ausência de três elementos(dentes), através de instalação de três implantes. Segunda opção de reabilitação oral para ausência de três elementos(dentes), através de instalação de dois implantes- Prótese fixa sobre implantes

Hugo Vinícius Crescêncio

Hugo Vinícius Crescêncio

Graduado pela Universidade Estadual de Londrina

Especialista em Implantodontia pela UNINGÁ;

Prof. do Curso de Especialização em Implantodontia pela UNINGÁ

COMENTÁRIOS

Comentar usando as redes sociais

Caixa de comentários TUDOIN


Resposta ao Comentário (Cancelar)