Publicado em 20/11/2007 17:06

Mais vereadores

Em tramitação no Congresso proposta de emenda constitucional que recria mais 7,6 mil novas vagas de vereadores

Está em tramitação na Câmara dos Deputados uma proposta de emenda constitucional que recria mais 7,6 mil novas vagas de vereadores em todo o país. Note que na última resolução do TSE em 2003 sobre o assunto a justiça determinou a redução de mais de 8,5 mil vereadores com a finalidade de reduzir as despesas nas câmaras municipais. Agora os deputados estão tentando fazer voltar praticamente o que era antes. Os deputados provam mais uma vez que não estão nem aí para com o erário público e a população. Lembre-se que eles aumentaram os próprios salários na primeira oportunidade que tiveram e aprovaram a CPMF, tributo extorsivo em toda a cadeia produtiva. Os deputados fazem isso porque sabem que precisam ampliar o número de vereadores para trabalharem para eles em 2010. Esta emenda constitucional também prevê que os vereadores reduzam os gastos com as câmaras municipais. Esta redução de gastos deve incidir sobre os assessores parlamentares, provocando a redução destes cargos. Para o TSE uma eventual alteração do número de vereadores tem aplicação imediata. A Constituição Federal em seu artigo dezesseis diz que a lei que alterar o processo eleitoral entrará em vigor na data de sua publicação, não se aplicando à eleição que ocorrer até um ano da data de sua vigência. Trocando em miúdos: 7,6 mil novos vereadores hoje suplentes já assumem imediatamente à publicação da lei, sem que seja preciso aguardar as eleições de 2008 para o preenchimento das novas vagas. De acordo com o Instituto Brasileiro de Administração Municipal não há nenhuma relação direta entre as variáveis redução do número de vereadores e redução dos gastos com o Legislativo. Os gastos das câmaras estão concentrados nas despesas com pessoal e empresas terceirizadas para a execução de serviços. Penso que isto não justifica que tenhamos necessidade de aumentar o número de vereadores. É natural que as câmaras tenham que reduzir todo e qualquer gasto, mas aumentar o número de vereadores é um absurdo. Para o instituto, as câmaras gastaram bem abaixo do limite estabelecido desde a resolução do tribunal. É a eficiência da Lei em prática. Acredito que se dependesse dos deputados nada disso ocorreria. O melhor caminho é a população votar em candidatos mais preparados para a função e que possam desenrolar com mais praticidade as coisas com o menor recurso e mais eficiência possível.

Welington Rodrigues

Welington Rodrigues

Economia, pós-graduando MBA em Gestão de Negócios pelo IBMEC.
Diretor da Project Consultoria Especialziada, autor do livro "Por que Inhumas é assim?".

COMENTÁRIOS

Comentar usando as redes sociais

Caixa de comentários TUDOIN


Resposta ao Comentário (Cancelar)

Lista de Comentários

Fernando Silva vilela
23/11/2007 21:58

Retificação!!

Onde se lê mesmo, relamente e socieldade, leia-se: menos, realmente e sociedade!!! Grato! Errar é humano, não corrigir o erro é burrice!!
Fernando Silva vilela
23/11/2007 21:51

Retificação!!

Onde está 90, é 90 por cento, pois notei que o símbolo de porcentargem não aparece!!! Grato!!!
Fernando Silva vilela
23/11/2007 21:44

Falando sério!

Exceletíssimo senhor doutor Zé do caixão, infelizmente todos os dias adentram em nossas casas um derrame de falcatruas, mensalões, e outras barbaridades colocada pela mídia, que depois de muito bla bla bla acabam em pizza. Pois estes seus relatos nada mais é do que o retrato da nossa socieldade que vê e não faz nada. Lhe pergunto quantos deputados há em Inhumas, você já participou de algum debate, ou ao mesmo levou alguma sugestão ao seu deputado, para que ele pudesse melhorar as condisões de vida da população desta cidade? Creio que 90 das pessoas não tão nem aí com o que os políticos fazem ou deixam de fazer, só sei que na hora das eleições muitos só querem vender seu voto, por um simples par de butina ou até mesmo por uma dose de pinga! Devemos sim, tomarmos vergunha na cara e lutar pelos nossos direitos, irmos de encontro aos políticos que votamos e passarmos a cobar deles os projetos que realmente venham proporcionar uma melhor qualidade de vida para a sociedade! Pois os mandatos deles relamente pertencem á sociedade e não aos partidos, pois quem os colocaram onde eles estão hoje somos nos, os verdadeiros donos dos seus mandatos.
Welington Rodrigues
23/11/2007 09:02

Retificação

Onde se lê cocluíram, leia-se: concluíram.
Welington Rodrigues
23/11/2007 08:59

Que pena!

É uma pena mesmo perdermos tempo com um assunto que nada tem a ver com o artigo, mas vamos lá, por partes, como dizia Jack estripador: entendo que a idéia do site é para que pessoas que também não cocluíram o curso superior, mas que tem capacitação para emitir idéias fundamentadas possam colaborar com este meio de comunicação; A frase correta é Gerente de contas em empresas de TI. A expressão empresas de T.I. é objeto indireto e pede a preposição em; Se houver algo errado com o artigo acima faço questão de ser corrigido, desde que seja com educação; Da próxima vez escreva estremamente e estrema com x. Precisamos aproveitar este espaço precioso para debater idéias e construir cidadania. Grato! Meu e-mail está aí e pode me escrever quando quiser.
Fernando Silva vilela
22/11/2007 19:47

Corrigindo o meu texto!!

Prezado intelectual, conforme as normas e regras da nossa língua portuguesa, ensino superior completo e ecomomista, tem o mesmo sentido, ou seja, quer dizer, relatar, citar, confirmar, etc!!! que você é formado, e que gerente de contas e gerente de contas em empresas de T.I. também tem o mesmo sentido. E conforme as regras, normas e metodologias que você citou a me dizer que sou ignorante, não tem nenhum exemplo nas normas de como redigir artigos, da mesmo forma que você cita os seus titulos e cargos! Pois antes de passar algo para uma redação, usa- se corregir! Para não ser chacota em um site! Se você não aceita comentários, então não coloque sua coluna para as pessoas lerem! Como eu disse errar é humano, mas persistir no erro é burrice!! Por isso, estou consertando os meus erros de ortografia e acentuação.
Fernando Silva vilela
22/11/2007 19:14

Intelectual

Errar é humano, insistir no erro é burrice! aceitar os erro e tentar corrigilos é ser estremamente inteligente! Fiz apenas uma auto crítica, constutiva, pena que você não, aceitou. Prometo que apartir de hoje, não vou fazer mais comentários assim, e vou ler com estrema atenção e honrades todos os seus artigos. Abraços.... Sorria, pois Jesus lhe ama muito.... Atenciosamente: Fernando Silva Vilela.
Fernando Silva vilela
22/11/2007 18:43

Intelectual

Corrigindo, eu escrevi crer dizer e o certo é quer dizer!!
Fernando Silva vilela
22/11/2007 18:29

Intelectual

Há ia me esquecendo, qual é o certo, Gerente de contas em empresas de T.I. ou Gerente de contas das empresas da T.I.? E as normas que eu citei, são as normas, as regras e as metodologias de como ridigir um artigo da ABNT.
Fernando Silva vilela
22/11/2007 18:20

Intelectual

Prezado intelectual, conforme as normas e regras da nossa língua portuguesa, ensino superior completo e ecomomista, tem o mesmo sentido, ou seja, crer dizer, relatar, citar, confirmar, etc!!! que você é formado, e que gerente de contas e gerente de contas em empresas de T.I. também tem o mesmo sentido. E conforme as regras, normas e metodologias que você citou a me dizer que sou ignorânte, não tem nenhum exemplo nas normas de como redigir artigos, da mesmo forma que você cita os seus titulos e cargos! Pois antes de passar algo para uma redação, usa- se corregir! Para não ser chacota em um site! Se você não aceita comentários, então não coloque sua coluna para as pessoas lerem!
Welington Rodrigues
21/11/2007 18:31

Retorno

Prezado senhor, não vou dizer nem colega pois nem lhe conheço, muito menos pessoa como vc. de tamanha ignorância. Todos meus colegas são pessoas simples e cultas, pobres e ricos, mas todos inteligentes. O fato de colocar os dados no artigo é uma regra/metodologia do site tudoin aos seus colaboradores. Por favor, antes de criticar procure questionar o veículo de comunicação/mídia para não pagar mico assim. Desculpe-me se algo lhe ofendeu.
Fernando Silva vilela
20/11/2007 19:02

caro colega!!!!

Caro colega, se você é formado em econômia não precisa escrever que você tem curso superior completo, pois ninguem é tão burro assim para notar que você e formado, se você não tem nada á crescentar ao seu currilulo não faça besteira!!!!!