Publicado em 19/11/2006 14:24

Oito cenas de primaveras

2º Colocado no Concurso Nacional de Poesia FAP/FADAP

I

Esqueçam os esqueceres

deixar que paire apenas

essa ária

e suas penas

tão primárias e tão plenas.

Saudade dos berços de criança

e horizontes infinitos

entre os cantos da infância.

II

Fuga

fugaz

embarco os olhos no passado

entre

velas, brinquedos, desejos e abraços

de paz

III

Do Baco ao laço

minha mente,

que é vinho carcomido pela alma,

salta

uma criança de mãos dadas com a vida

cheirando à sonhos verdes

vai calma

perdida

IV

E nas rodas da inocência

rondavam

vaidades

centelhas e sorrisos ao compasso das cantigas

serenas

amigas

ciranda das saudades

V

Para nas chuvas abertas colorirmos descobertas

barcos navegados, caravelas sem suas velas

num pro

fun

do devaneio

sem fel.

Liberdade às gavetas! ...gritavam...as...poeiras...

sem receios.

Enquanto iam longe nossos sonhos, nossos medos, nossas fábulas, desejos,

no barco de papel

VI

Buscar no vinho das horas, da calma em caos,

as uvas de criança

essa alma sem maus.

Os braços, tão pequenos, eram portas

onde entravam

e saiam sentimentos.

Noções e desnoções

abraçavam menos mortas, cavalgavam menos frias.

Dos cílios os contos

anteviam poemas

e sonhos.

VII

Transbordo-me

lágrimas

a bordo do infinito

vestindo oito cenas da infância.

Auroras entre horas coloridas

cicatrizes entre beijos e feridas

poema entre versos e sorrisos.

VIII

Quanto a infância, não faça ante-sala

abra a porta, entre, se

sente, sinta-se em casa,

nas velhas cadeiras dessa mente

para todo e eterno

nunca e sempre...

Renan Alves Melo

Renan Alves Melo

Aluno do Curso Superior de Publicidade e Propaganda da Universidade Católica de Goiás.
Vencedor de 37 prêmios literários e artísticos na SACEM; Primeiro colocado no prêmio Kelps de poesia falada do ano de 2005; Finalista prêmio SESC de literatura 2006; Primeiro colocado no concurso asas da literatura GREMI; Terceiro colocado no Prêmio Sesi Arte e Criatividade; Segundo Colocado no Prêmio Nacional FAP/FADAP de poesia. Possui um total de 62 prêmios (entre literários e artísticos). Brevemente seu primeiro livro de poesia "Noctâmbulos" será lançado, já que o mesmo foi aprovado pela Lei Goyazes 2007.

COMENTÁRIOS

Comentar usando as redes sociais

Caixa de comentários TUDOIN


Resposta ao Comentário (Cancelar)

Lista de Comentários

abraxas
25/11/2006 23:21

problema

só elogia quem não tem idéia do que é arte...ente juvenil envenenado...caros amigos enfadonhos, só há poesia quando há problematização existencial..porra, aqui não há nada....poetinhas inhumenses de merda!
Ivan Zarur de Rezende
23/11/2006 00:34

VOLVER COM A NOSTALGIA

Caro Renan, a poesia tem seus caminhos perenes devido aos crimes da nossa performance. Rabiscaste o papel feito arado a sulcar terra virgem, Embriagado de saudade e resistente feito titânio. Assim devem ser os Poetas. Se somos imortais ou eternamente crianças, pouco importa, a soma é que amamos as três estações do tempo: passado, presente e futuro. PARABÉNS!
taty
22/11/2006 10:24

nussa

você como sempre é muito genial, inteligente e maravilhoso.Parabéns.Realmente digno de um prêmio.muito bom.gostei mesmo.mil bejinhos.fu
adriana
21/11/2006 22:04

!!!!!!!!!

apesar de não ter entendido, acho que ficou uma poesia muito legal. Acho que o senhor renam deve colocar mais poesias aqui. Parabéns pelo prêmio!!!!!!!!!!!!!!
Dani
20/11/2006 23:55

oh !

Heee renan ... vc me srurpreende cada vez mais com tudo que vc escreve ! Parabens por mais um prêmio... vc merece ! abraçosss
Humberto
20/11/2006 22:45

Velha infância

Que saudade todos nós temos, não é mesmo? Ficou legaaal legal, e olha que eh dificil me agradar, hein?! hhahauhia Parabéns!
Marcio Pacheco
20/11/2006 21:00

Parabéns

Seu poema é inteligente, busca a arte, trabalha a magia das diversas facetas que as palavras nos apresenta.. Adorei seu estilo.. Com certeza bem mais maduro, esteticamente falando, que muitos outros que, vez ou outra, nos deparamos nos veículos de comunicação de nossa região. Com certeza foi muito merecida sua colocação!
DAVI ISAIAS
20/11/2006 08:09

Parabéns

Parabéns pelo prêmio. Sucesso. Um abraço.
Iara S. Dias
19/11/2006 20:45

Para vc!

Posso até ser insensivel... mas suas poesias são belas, às vezes tristes, porém belas... e fazem jus ao prêmio! Parabéns!
Wemerson C. da Fonseca Fraga
19/11/2006 14:46

Profundidade...

Parabéns pelo seu texto mais uma vez Renan. São poucas as pessoas que tem sensibilidade suficiente para enteder seu texto. Ficou muito legal! Parabéns pelo segundo lugar no concurso!!!!!