Publicado em 07/01/2008 19:33

poesia de passagem

ano novo, vida nova, poesia velha

Poesia de Passagem


até pensei em sair por aí
engolindo a luz que sobrou e ainda pisca nos olhares
se fazendo de luz ou reinventando o brilho postiço
atrás de mais luz, mesmo que entre um pus e um incenso
mas a dor de cabeça impede qualquer lua
na ante-sala do pensamento

até pensei em sair por aí
pulando igual a um frango, um chester, um peru
aquele mesmo prato que comi há poucos dias
pulando e celebrando o esquecimento e a indigestão dos fatos
mas a dor de cabeça impede qualquer festa
nos camarotes da saudade

até pensei em sair por aí
abraçando deuses e demônios
sem pensar nos 7 km que arrastaram uma criança
sem pensar na obsessão dos iraquianos por cova
sem pensar na morte que tanto mata a morte de outros
mas a desgraçada da dor de cabeça impede qualquer abraço
nos quatro cantos da consciência

até pensei
nem isso faço mais

Renan Alves Melo - ainda em 2007

Renan Alves Melo

Renan Alves Melo

Aluno do Curso Superior de Publicidade e Propaganda da Universidade Católica de Goiás.
Vencedor de 37 prêmios literários e artísticos na SACEM; Primeiro colocado no prêmio Kelps de poesia falada do ano de 2005; Finalista prêmio SESC de literatura 2006; Primeiro colocado no concurso asas da literatura GREMI; Terceiro colocado no Prêmio Sesi Arte e Criatividade; Segundo Colocado no Prêmio Nacional FAP/FADAP de poesia. Possui um total de 62 prêmios (entre literários e artísticos). Brevemente seu primeiro livro de poesia "Noctâmbulos" será lançado, já que o mesmo foi aprovado pela Lei Goyazes 2007.

COMENTÁRIOS

Comentar usando as redes sociais

Caixa de comentários TUDOIN


Resposta ao Comentário (Cancelar)

Lista de Comentários

valderico p novaes
19/03/2009 18:53

garoto bom

oi garoto ja que eu gostei tanto da sua poesia, então volte logo pra concluir a faculdade, ok vc é um genio, vai en frente talento ai não falta
Alberto blowjob
09/07/2008 11:00

Pra dizer a verdade

Olha, caro Alcy Filho, você não sabe do que está falando. Estética? Esse garoto não tem a mínima idéia do que seja isso.
Alcy Filho
28/06/2008 14:26

quase...

Discordo que seu texto seja ruim. Só penso que falta mais ousadia, algo mais intenso. Você se preocupou com a estética e se esqueceu de colocar vida nos versos. Gostei do jogo de palavras, mas não da poesia. Abraço!
Heliogabalo
06/06/2008 21:02

....

em ti encontro a seda mimosa e o verso de pouca expressão, sem sangue e vida...parece que vc escreve para seus amigos alguns versinhos de compadre. Te falta conhecer o teor da orgia para depois se atrever a escrever...e não adianta as medalhinhas no quarto e menos ainda os prêmios que vc e outros usa para legitimar sua arte. Tente alguma coisa agressiva, se experimente uma sodomia espiritual. Qual é a sua, vc ignora a situação da poesia mundial para se manifestar assim de forma tão pre-moderna? Como disse, vá meter um pouco, bebe dois tragos de bebida em um bar barato...de um ou dois socos em seu melhor amigo, rompa definitivamente com a igreja e refunde seu sagrado...depois sim vc vai deixar de ser mimoso e sua poesia, ao invés de engodo artístico, se transformará na foice necessária.
Cratera
18/05/2008 07:44

evidência

Uma característica é marcante (bem mais que as outras) nos ditos artistas desta cidade: a impossibilidade de discutir. São impassíveis conservadores da estupidez. Impossível qualquer possibilidade de futuro. Impossível.
Cratera
25/04/2008 15:12

Que horror

Garoto, numa boa, isso não se trata de má poesia; se trata de não-poesia, trata-se de pura referencialidade com joguinhos ocos pra impressionar analfabetos - você não é capaz de ver isso, né? É igual seu companheiro Fragata calcinada pelo chicote de Marquês de Sade. Esse tipo de merda tem como antecessor escritores que escrevem coisas como: todos os semáforos da vida estão fechados - hahahahahaha. Uma droga, garoto, uma droga...
ines elaine
06/02/2008 14:57

Amei !!!

Parabéns!!! Que linda poesia!!!
Gabriella Goulart
14/01/2008 15:32

tem que colocar título?

e ai renan, gostei!
Erica
07/01/2008 23:15

=)

Sem mais o que acrescentar!