Publicado em 04/03/2006 22:16

Silêncio de Profeta

Um ano se passou... os exemplos de atitudes e as palavras mantêm vivo e imortalizado o "Peregrino do Amor".

Um ano se passou... os exemplos de atitudes e as palavras mantêm vivo e imortalizado o "Peregrino do Amor". João Paulo II nos deixou sem a sua companhia neste mundo de ambição, de guerras e de injustiças sociais no dia 02 de abril de 2005. Foi o dia em que o mundo parou e esqueceu todas as diferenças existentes entre os povos.

Enquanto esteve entre nós e a frente da Igreja Católica Apostólica Romana, foi um grande e incansável lutador pela Paz mundial. Esteve em todos os cantos do mundo, levando o Amor de Deus e pregando o Evangelho (principalmente com a própria vida), a toda e qualquer Nação, independentemente de raça, cor ou ideologia. Sempre esteve empenhado na promoção dessa Paz, deixando-se consumir, literalmente, como uma vela que se queima no altar do Senhor.

"Silêncio de Profeta fala mais que mil canções!" Seus gestos encantaram e comovem o mundo inteiro até hoje! João Paulo II é e sempre será para nós exemplo de fé, AMOR, esperança, entrega e servidão, humildade, obediência, fidelidade, coragem, paciência, compaixão, ousadia, unção, missionário, filho, pai e de Profeta.

Quem sou eu para relatar aqui todos os adjetivos cabíveis a este que já era considerado por muitos, um dos maiores Pastores da história da Igreja Católica, enquanto estava a frente do rebanho? Sou apenas mais "uma gota dágua no oceano" e mesmo assim é impossível não reconhecer isso a seu respeito.

Falar de João Paulo II é falar do verdadeiro modelo de cristão a ser buscado e vivido por todos que declaram seu amor a Deus e à Igreja.

Sem dúvida alguma, ele foi um verdadeiro Profeta do Amor. Quebrou vários preconceitos doutrinários, propiciando à milhares de pessoas a experiência de um cristianismo autêntico, ímpar e verdadeiro. Completamente na sua essência! Sem hipocrisia, orgulho ou vaidades.

Nas suas limitações e na sua pequenez, reconhecendo a grandeza de Deus em sua vida e em sua missão, foi um grande mestre.

Neste dia tão especial, resta-nos louvar a Deus pela história de vida deste grande Papa e por ter nos dado esta imensa Graça de podermos conhecer e reconhecer seus exemplos como um grande sinal do Amor do Pai pela nossa Igreja. Que o Senhor dê-nos sabedoria cada vez maior para compreendermos o mistério do Amor!

Que a Paz de Jesus e o amor de Maria permaneçam conosco!!!!

Prof. Reginaldo Pacheco

Prof. Reginaldo Pacheco

Graduado em Letras - UFG/ Administração - UFG (cursando)
Professor na rede estadual de ensino. Assistente em Administração no IFG - Campus Inhumas. Catequista - Paróquia Nossa Senhora Aparecida. Fundador do Grupo de Oração Semeador. http://www.aboasemente.com

COMENTÁRIOS

Comentar usando as redes sociais

Caixa de comentários TUDOIN


Resposta ao Comentário (Cancelar)

Lista de Comentários

Danilo Lopes Ribeiro
04/04/2006 19:52

Exemplo de vida

João Paulo II foi e continua sendo um grande exemplo para todos aqueles que buscam a Deus. Devemos espelhar nesse grande homem, pois na sua simplicidade, na sua sabedoria, na sua obediência a Deus, na sua pequenez, e no seu grande amor pela obra do Senhor, ele nos ensina como sermos verdadeiros Servos!! Que todo cristão disposto a seguir Jesus possa olhar para este homem e ver q é possível ser um exemplo de Santidade nesse mundo tão difícil! Parabéns Reginaldo pelo brilhante artigo! Fiquem com Deus!!
José Luiz Xavier da Silva
04/04/2006 13:48

Promessas que se cumprem

Durante toda a História da Igreja, fatos bons e ruins aconteceram, se entendemos para que o homem foi criado tudo se transforma para o nosso crescimento e aprendizado, perante a visão da luz do evangelho, se você é capaz de errar é capaz de se levantar, corrigir e continuar a caminhada somos frágeis pois não somos todos perfeitos, temos parte santa e parte pecadora, pensamos de formas diferentes agimos de forma diferente mas isto não implica que nós, povo de Deus, não possamos reconhecer os nossos erros. João Paulo II ensinou um novo caminho de entendimento para as nações do mundo, somos todos iguais perante Deus, gostei deste texto silêncio de profeta pois ele mostrou ao mundo o siginificado da palavra perdão que ensina o amor. Continue com esta linha de pensamento, o mundo necessita de jovens que amem mais e mais o Senhor da Igreja, Cristo Jesus.
Ronys Junior Ferreira Maia
04/04/2006 09:23

Jovem Agora e Você!!!!

Muito bem lembrado pelo professor Reginaldo toda Historia de vida de João Paulo II. karol Wojtyla foi ordenado Presbitero de Cracovia no dia 1º de novembro de 1946, onde celebrou sua primeira missa junto ao altar de Maria Auxiliadora, e acredito por isso e por muito mais, Um padre e depois um Papa que tanto amou Maria, mas tambem amou Juventude, com toda sua juventude cronologica e tambem psicologica E agora devemos lebrar de Karo Wojtyla, o seja do Papa Joao Paulo II, com toda fé, AMOR, esperança, entrega e servidão, humildade, obediência, fidelidade, coragem, paciência, compaixão, ousadia, unção, missionário, filho, pai e de Profeta. E com tudo que ele nos ensinou, jovem agora e você!!!!