Publicado em 16/06/2007 21:45

Tinta, Papel e Eu

Do âmago das letras

(Poema)


Minha rugosidade atenta
é trêmula entre versos
rabiscados em guardanapos


Minhas esquinas palavras
dobram-se, curvam-se
desesperadas em febre


Contorcemos as veias
palpitantes em meus sonhos
(não somente em pesadelos)
e se voltam, colhendo versos


Minhas póstumas memórias
préstumas e pálidas
sempre rosas de certo medo
tomam-me as cores


Seus alvos, mais pardos
feridos por gotas de mim
contra o ócio declamam


Sapiência que me ausenta...
são temerosas inspirações
esquecidas no nada


Faltam luzes apagadas
restam-me as descoloradas
cinzas febris
de outrora em antítese


E perco-me entre linhas
(de feitas antes apáticas)
singelas fábulas de cantos...
sinto poeiras entre as vestes
ânsias em meus vômitos


Nossas vidas em sangues
bocas secas, folhas secas
e meu sempre outono
de vagos seres


Abismos olhos cândidos,
suas olheiras marcam-me
e respingo em frêmitos
levo-te minhas rimas
(entre rimas desconcertadas)
perseguidas pelos caminhos


Rubra, tua tinta derrama
e no gélido concreto
acorda-me em teus seios
magros de esperanças.



*Texto vencedor da categoria Juvenil do VI Concurso Kelps de Poesia Falada (2007)

Emerson Fraga

Emerson Fraga

Estudante do 3º ano do ensino médio do Colégio OLY.
Colunista e colaborador do Jornal Mercadão, da seção de cultura do site TUDOIN e do site litetrário Garganta da Serpente. Soma 26 prêmios artísticos, científicos e literários. 1º e 2º Lugar no III Concurso Nacional de Conto de Cordeiro (RJ)/Troféu Lygia Fagundes Telles. "Medalha de Ouro" pelo 1º Lugar Juvenil no III Concurso de Poesias "Letras do Divino", em Itanhaém-SP. "Medalha de Prata" pelo II Concurso Gente Miúda de Conto - Medalha Monteiro Lobato, promovido pela Academia PanAmericana de Letras e Artes. 1º Lugar Juvenil do VI Concurso Kelps de Poesia Falada (2007). Selecionado para antologia do IV Concurso Nacional de Literatura de Caçu nas categorias conto e poesia. Campeão da XXXI SACEM em conto, crônica e fábula. Premiado no Concurso Literário Internacional - Prêmio Cidade de Conselheiro Lafaeite (MG) na categoria crônica. Vencedor do concurso de texto e imagem ambiental "Minha Cidade é Meu Planeta", promovido pela Revista Época e British Council. Vencedor nacional de texto na 4ª Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente. Delegado brasileiro no Fórum Internacional Estudantil 2007, em Londres.

COMENTÁRIOS

Comentar usando as redes sociais

Caixa de comentários TUDOIN


Resposta ao Comentário (Cancelar)

Lista de Comentários

Liladhar
19/06/2014 01:14

Oh big congratulatio

Oh big congratulations to katie...she looks very like you. i'm sure she will have a blast! And Good Luck to Mark. I'm sure you will be deteghlid to share the load with someone.Judy xx
Ivan Zarur
18/06/2007 19:49

É ASSIM QUE SOMOS RECONHECIDOS

Parabéns pela poesia! Jamais deixe que o entretenimento das críticas roubem seu talento. Enlameado, empoeirado, ou perfumado, o poeta consegue ser diferente de todos sem que lhe tolham os encantos da imaginação. Continue vagando os escuros e cintilantes da incompreensão de muitos, pois nossa luz é a caneta!...