Publicado em 02/07/2010 14:24

Alunos produzem Jornal Educação

Alunos vivenciam uma nova experiência, com a produção do Jornal Educação. A iniciativa é da Secretaria Municipal de Educação.

Por Elisabete Teles Uma nova rotina está marcando a vida dos alunos das escolas públicas, quando o assunto é produção textual, gênero jornalístico, no ambiente escolar. Essa mudança refere-se a produção mensal do Jornal Educação. A publicação é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Educação, por meio da coordenação das Bibliotecas, e conta com apoio do Jornal Mercadão. O informativo começou a ser produzido, em maio deste ano, permitindo o estudante ler e criar, de forma motivadora e atrativa. A cada mês, duas escolas são responsáveis pela linha editorial do Educação, selecionando os assuntos e redigindo também as informações. A coordenadora das Bibliotecas, Luzia Rodrigues Rabelo Pereira, destaca que a potencialidade do aluno está sendo desenvolvida, com o empenho dos profissionais da Educação. "Estamos formando leitores, escritores críticos e conscientes para uma sociedade mais justa e humanitária", diz. O Jornal Educação faz parte do "Projeto Ler para Escrever", implantado, em 2008, e que permitiu a produção do livro Voo para Criação Literária. O escrito possui vários textos, incluindo adaptação de peça, paródias, resenha oral e escrita. Todo esse trabalho começou a ganhar forma no ano de 2005. Na época, a Secretaria Municipal de Educação lançou o "Projeto Ler pra Valer", buscando despertar o hábito do aluno pela leitura. Para isso, o primeiro passo foi implantar bibliotecas nas escolas. Luzia Rodrigues conta que foram instalados 16 espaços de leituras e ampliado o número de livros. O acervo que tinha 2412 exemplares conta, atualmente, com 20707 livros. O apoio das editoras goiânas, da Prefeitura Municipal de Inhumas, do Fundo Nacional de Desenvolvimento Educacional (FNDE) e empresários, foi fundamental para que esse serviço educacional fosse implementado. Uma nova rotina está marcando a vida dos alunos das escolas públicas, quando o assunto é produção textual, gênero jornalístico, no ambiente escolar. Essa mudança refere-se a produção mensal do Jornal Educação. A publicação é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Educação, por meio da coordenação das Bibliotecas, e conta com apoio do Jornal Mercadão. O informativo começou a ser produzido, em maio deste ano, permitindo o estudante ler e criar, de forma motivadora e atrativa. A cada mês, duas escolas são responsáveis pela linha editorial do Educação, selecionando os assuntos e redigindo também as informações. A coordenadora das Bibliotecas, Luzia Rodrigues Rabelo Pereira, destaca que a potencialidade do aluno está sendo desenvolvida, com o empenho dos profissionais da Educação. "Estamos formando leitores, escritores críticos e conscientes para uma socieadade mais justa e humanitária", diz. O Jornal Educação faz parte do "Projeto Ler para Escrever", implantado, em 2008, e que permitiu a produção do livro Voo para Criação Literária. O escrito possui vários textos, incluindo adaptação de peça, paródias, resenha oral e escrita. Todo esse trabalho começou a ganhar forma no ano de 2005. Na época, a Secretaria Municipal de Educação lançou o "Projeto Ler pra Valer", buscando despertar o hábito do aluno pela leitura. Para isso, o primeiro passo foi implantar bibliotecas nas escolas. Luzia Rodrigues conta que foram instalados 16 espaços de leituras e ampliado o número de livros. O acervo que tinha 2412 exemplares conta, atualmente, com 20707 livros. O apoio das editoras goiânas, da Prefeitura Municipal de Inhumas, do Fundo Nacional de Desenvolvimento Educacional (FNDE) e empresários, foi fundamental para que esse serviço educacional fosse implementado.

COMENTÁRIOS

Comentar usando as redes sociais

Caixa de comentários TUDOIN


Resposta ao Comentário (Cancelar)