Publicado em 12/09/2011 12:50

CCJ inclui Caturaí e Inhumas na Rede de Transporte

A Lei Complementar nº 27 inclui os municípios de Caturaí e Inhumas na Rede Metropolitana de Transportes Coletivos.

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação aprovou na última semana, o projeto nº 3.076/11, que introduz alteração na Lei Complementar nº 27 de 30 de dezembro de 1999, que cria a Região Metropolitana de Goiânia. Proposta pela deputada Isaura Lemos (PDT). A matéria inclui os municípios de Caturaí e Inhumas na Rede Metropolitana de Transportes Coletivos.

A Lei Complementar nº 27, de 30 de dezembro de 1999, que cria a Região Metropolitana de Goiânia, conhecida como Grande Goiânia, inclui Caturaí e Inhumas, mas não reconhece esses municípios como integrantes da Rede Metropolitana de Transportes Coletivos.

Atualmente, de acordo com a Lei Complementar nº 27, fazem parte dessa rede os seguintes municípios: Goiânia, Abadia de Goiás, Aparecida de Goiânia, Aragoiânia, Bela Vista de Goiás, Bonfinópolis, Brazabrantes, Caldazinha, Goianira, Goianápolis, Guapó, Hidrolândia, Nerópolis, Nova Veneza, Santo Antônio de Goiás, Senador Canedo, Terezópolis e Trindade.

O projeto de lei tem o objetivo de sanar esse equívoco, pois, na avaliação de Isaura Lemos, deve-se aplicar a mesma regra a todos os municípios da Região Metropolitana de Goiânia. “Se Caturaí e Inhumas integram a Grande Goiânia, devem fazer parte também da Rede Metropolitana de Transportes Coletivos”, afirmou a deputada.

Fonte: www.assembleia.go.gov.br

COMENTÁRIOS

Comentar usando as redes sociais

Caixa de comentários TUDOIN


Resposta ao Comentário (Cancelar)

Lista de Comentários

Danyllo
10/01/2016 14:39

É uma vergonha para a cidade de inhumas pois foi preciso uma deputada de fora, dar o ponta pé para fazer esta integração da rede metropolitana de transportes, fica a minha pergunta, cadê o queridissimo deputado Roberto Balestra e o então renomado deputado estadual Lucas Calil, estes que a população inhumense não anda tendo muito prestígio por eles! Esta interligação já era pra estar em atividade a tempos! Mas com isso ficamos a mercê da rede Araguarina que com seus horriveis coletivos, cobram um absurdo, não cumpre horários, não têm respeito pelos passageiros e vive sempre lotados!