Publicado em 31/12/2006 20:52

Crise

Ainda bem que existe opinião pública

Amigos,

 

A explicação para o comportamento recente da câmara dos deputados e do senado é que os parlamentares nos subestimam. Querem que percamos a esperança de ter um país melhor, um congresso decente, uma democracia possível, querem calar-nos numa espécie de ódio mudo e impotente. Só isso explica a vergonhosa desfaçatez com que os deputados aumentassem em quase 100 os próprios salários num impacto brutal sobre a folha do país. Façamos as contas: os deputados trabalham três dias por semana: terça, quarta e quinta, quando vão a Brasília, sexta-feira todos se picam. É uma revoada de pombos, gaviões, urubus e principalmente carcarás no aeroporto de Brasília. Mas você já se perguntou quanto gasta o país com cada um 513 deputados e 60 senadores? No caso dos deputados, cada um custa ao país cerca de 80 mil reais por mês, incluindo assessores, passagens, apartamentos, ajudas de custo o que totaliza mais ou menos 42 milhões por mês, sem incluir os senadores. Isso é pouco se contassemos o efeito cascata que o eventual aumento de 99 ocasionaria ao país. Como os deputados trabalham cerca de 12 dias por mês totalizando144 dias, sem incluir o recesso (hum mês e meio), que dá mais ou menos 110 dias por ano, isso resultaria num gasto de 500 milhões de reais ao ano. Já se perguntaram para quê? Para pensar em interesses de alto e baixo clero? Para que sirvam aos lobs montados? Para ter mais emenda no orçamento? E os mensalões e vampiragens? Como explicar a absolvição dos 40 deputados envolvidos nos escândalos do mensalão? Quem são os amaldiçoados? O povo? O Brasil virou um verdadeiro balcão de negócios. O executivo divide o país em pedaços, negocia ministérios e nacos gordos no poder com porteira fechada. A única explicação é que querem que percamos as esperanças e aceitemos qualquer desgraça como algo natural. Como sempre fizemos dizendo com tristeza – o Brasil está na beira do abismo! O pior é que tenhamos caído dentro do abismo e não tenhamos notado ainda. Portando, só nos restam as maldições medievais: que a peste negra vos devore a alma, que vossos cabelos com brilhantina vos cubram com a gosma que mata teu povo de fome, que vossas gravatas bregas vos enforquem com as mesmas contas de impostos cobrados por vossos xerifes, que os arcanjos de 2006 vos exterminem, trabuquerios, gatunos do dinheiro público, a deixar viadutos no ar, pontes no nada e esgotos a céu aberto. As crianças mortas de fome, mortas de tudo agradecem enquanto trombeteais programas demagógicos.

 

Feliz Anus Novus!

COMENTÁRIOS

Comentar usando as redes sociais

Caixa de comentários TUDOIN


Resposta ao Comentário (Cancelar)

Lista de Comentários

José
05/06/2006 16:32

plágio

Isso é um plágio do texto: Aprendendo das Cozinheiras, de Rubem Alves...
Luciano Silva Roriz
29/04/2006 17:43

Divisor de aguas

A partir de um insquecivel e relevante contato com as principais vertentes da cultura goiana, cuja constelação esteve presente naquele metro quadrado, ( da residencia de D. Umbelina Frota) que para mim naquele instante, se mostrou com o espaço geografico mais importante é que iniciou um novo momento tanto na minha vida, quanto para o futuro promissor de nosso querido municipio.Vi e falei com pessoas as quais tomaram conhecimento de meus trabalhos. Se não fosse o Prof. Gleidson e a escritora Ivone,...ah esse divisor certamente nunca teria ocorrido. Abraços Prof. Luciano S. Roriz
Ivone de Oliveira e Silva
26/04/2006 21:48

Viva a felicidade deste momento...

... Pois este momento é a vida! com todos os cheiros e temperos que a maturidade da alma e do espirito nos permite.