Publicado em 18/05/2007 09:11

Pastor é preso

O pastor José Costa Neto, 48 anos, foi preso dia 28 de abril, durante uma blitz na GO-070, próximo a Goianira.

O pastor José Costa Neto, 48 anos, foi preso dia 28 de abril, durante uma blitz na GO-070, próximo a Goianira. O que chamou a atenção dos policiais militares da cidade é que a blitz foi promovida pelo próprio pastor que se diz fundador da Federação Brasileira das Academias de Investigadores e Segurança Privada (Fabieg), uma espécie de instituição fantasma.

O pastor e mais seis pessoas, que se passavam por guardas florestais, foram presos em flagrante. Segundo o delegado titular de Inhumas, Cledson José Dias Neto (foto), que responde por Goianira, trata-se de estelionato. "O pastor aproveitou de pessoas humildes e prometia boas condições de trabalho. Ele cobrava R$ 500 pelo curso de formação e R$ 60 pela carteira da federação", explica o delegado.

O acusado agia entre os moradores de baixa renda de Goianira. Além de prometer melhores condições de trabalho, o pastor oferecia fardas e até algemas aos supostos guardas florestais. As carteiras apreendidas seriam de péssima qualidade, com o brasão da República e inúmeros erros de português. Em Goianira, 150 pessoas já fizeram o curso. O pastor responderá por falsificação de documentos, estelionato e falsificação de sinal público.

(Thais Barbosa)

COMENTÁRIOS

Comentar usando as redes sociais

Caixa de comentários TUDOIN


Resposta ao Comentário (Cancelar)

Lista de Comentários

Lindomar
09/07/2008 13:11

inhuma

queria saber mais sobre a espece, e suas abitudes alimentar!! se alguen pode min ajudar agrdeço obrigado!!!
americo franco
08/11/2007 18:31

asdadas

queria ver fotos do inhumas