Publicado em 14/05/2007 09:27

Solidariedade

A  Associação Pestalozzi de Inhumas vem construindo uma história de luta e valorização do ser humano...

Associação Pestalozzi de Inhumas

A  Associação Pestalozzi de Inhumas vem construindo uma história de luta e valorização do ser humano, em especial junto às pessoas com deficiência, trabalha com a inclusão social.

Contamos com a solidariedade da comunidade de Inhumas que contribue oferecendo lanche todos os dias e profissionais da área de saúde que fazem atendimentos voluntários para as pessoas em atendimento, de acordo com cronograma pré-estabelecido nas especialilidades: assistência social, psicologia, fonoaudiologia, psicopedagogia, fisioterapia, terapia ocupacional, nutricionista e neurologia. Para que a Associação Pestalozzi de Inhumas continue assegurando aos que necessitam uma chance de inclusão necessitamos muito da sua ajuda.
Necessitamos de você, venha à Associação Pestalozzi de Inhumas para conhecer o nosso trabalho e nos ajude, faça sua doação.
Pedimos a doação de uma TV e de um DVD, para que possamos oferecer às crianças e adultos atendidos um momento de diversão assistindo a filmes.

Agradecemos a comunidade por sua doação e atenção com nossos irmãos, que só tem você, para coninuarem tendo uma chance de inclusão social.

Aguardamos sua visita à Rua Sizelísio Simões de Lima, 360, Centro, Inhumas. Fone: 3514-8036, e que esta se torne uma presença contínua.

Carlos Roberto Tiradentes
Presidente

COMENTÁRIOS

Comentar usando as redes sociais

Caixa de comentários TUDOIN


Resposta ao Comentário (Cancelar)

Lista de Comentários

Loide Monteiro
23/10/2006 10:55

Res:Releeia

Quando falei da má administração do governo federal, quiz dizer que foi trágico mesmo. A questão Jorge Henrique Matos, é que vc foi agraciado por uma ação da politica pública do governo, isso não é favor ou bondade do governo, é obrigação. Na sua contra-mão quantos ainda estudam? Não avalio as coisas por tomando a minoria como referência, mas a maioria. Pois o governo representa interesses maiores que os meus e os seus.
Jorge Henrique de Mattos
20/10/2006 19:40

Releeia

Loide Monteiro, a política é o motor da sociedade. Releia meu comentário. A questão aqui é que o Lula foi um divisor de águas. Quem pensaria num sistema de inserção de minorias carentes em universidades? Voçê deve ser universitária ou deve estar a par disso.
Ranulfo Guimarães de Morais
20/10/2006 18:48

Crise na educação

O absurdo é que a debatem tanto sobre educação e nada melhora. Porque? Falta coerência politica para educação? Falta debates e discussões para observar as metas a curto e médio prazos.
Gustavo Cardoso e Silva
19/10/2006 21:08

É...

... um vexame. Como pode a educação do Brasil chegar a situação que chegou? Tô com vergonha pelos governantes. Melhorar significar opinar.
Alexandre da Costa e Silva
19/10/2006 15:47

Prá onde?

Discussões e mais discussões. Assim que a terceiração da universidade pública iniciou, vimos o término gradativo de seu aspecto público. Seu processo de privatização começou por dentro. E aí, para onde vai a Universidade Pública. Tá sucateada! Não sei, acho que a muitas opções para suprir suas deficiências faz priorar a oferta de outras que não se preocupam com qualidade, mas em acelerar a formação dos egressos.
Domini
19/10/2006 15:34

Educação

Integrar uma ação programatica sem a visão de um bom gerenciamento é perda de tempo. Porque a educação pública no Brasil está um caos? Porque não existe seriedade de políticas de gerenciamento com relação aos resultados obtidos. Bom negócio neste país é investir pouco em cursos de natureza técnica. Infelizmente as coisas que dependem de gente com visão neste país ainda não existe.
Marcos Antonio de Andrade
17/10/2006 17:33

...

A educação no Brasil ainda não é vista com devido respeito. A culpa é do governo.
Loide Monteiro
16/10/2006 10:42

Tá na hora

As mudanças na educação não dependem apenas da espera das ações do governo federal como menciona Jorge Henrique. O Lula foi um fracasso para vários setores da sociedade. Olha os agricultores, olha a falta de educação. Tem dó!
Ondina Lemes de Macedo
15/10/2006 22:11

Até que enfim...

alguém sóbrio fala dos desafios da universidade pública hj. Em véspera de eleições ou fora dela, o ensino neste país continua não sendo prioridade. Gosto da posição do Cristovão Buarque, acho uma pessoa coerente. Talvez fosse uma grande possibilidade de mudança nesse país com opresidente, já que sua bandeira era a educação. Tudo não começa na educação para influenciar outros setores?
Jorge Henrique de Mattos
15/10/2006 21:50

Educação

As transformações da educação são lentas. Nem por isso devemos deixar de acreditar que as politicas governamentais são ineficazes. Tudo depende de iniciativa. O governo federal têm feito a sua parte, o problema é que os problemas que assumiu anteriormente, são maiores que as soluções que esperamos em curto prazo.
João Inacio de Morais
10/10/2006 23:28

Também acho

Esse é o tema que a politica não discute. Porque? Têm medo ou não é uma prioridade falar de gente que pensa. A competência do ensino público superior gratuito no Brasil não é só de quem está na universidade, mas do governo que não investe nela.
Chua plim plim
10/10/2006 17:09

Univer...sidade

Acho que o papel da universidade é maior que o sentido imposto a ela. Se as transformações sociais são processadas enquanto conhecimento, como fica a real situação de universidades regionais como a UEG? Como discutir uma politica universitária a partir de governos que visam massificar a formação de novos universitários ao valorizar o quantitativo em lugar do qualitativo? Mais uma vez assiste-se a implantação ou criação de universidades por força de decretos lei. Quanto a autonomia, essa passa por uma discussão de descentralidade produção científica, situação dependente de reflexões do tipo de universidade que temos e que queremos.
Euzébio Fortunato de Queiroz
09/10/2006 17:08

Ensino

Apesar de acreditar na autonomia da universidade pública brasileira, acho que o preço que pagamos é alto e a curto prazo. Como mostra o texto, temos vivido tempos difíceis. A universidade pública está em ruínas (laboratórios, falta de infra-estrutura...), porque internamente atende diversos interesses coorporativos, e externamente procura justificar-se como centro de excelência do conhecimento. Merda! Boa ou não, estou dentro de uma delas. Porém, acho que o caminho para universidade de qualidade passa pela discussão da valorização de professores e de melhores condições de egressão de alunos. Aliás, hoje mais que nunca está difícil estudar, que o diga os que estão saindo de uma delas.
Mostre-me mais 10 comentários